Adoção de animais

Animais abandonados pelas ruas é um problema no mundo todo.
A Organização Mundial da Saúde estima que, somente no Brasil, existam mais de 30 milhões de animais abandonados, sendo 20 milhões de cachorros e 10 milhões de gatos. Assustador, não? Ainda mais se pensarmos que existem milhares de lares que poderiam ajudar a resolver o problema.
Com o intuito de tentar amenizá-lo, algumas cidades italianas criaram uma estratégia para incentivar a adoção de cachorros: quem oferecer casa e cuidados a um cão ganha desconto no imposto do lixo.

Em Mascalucia, cidade na região da Sicília com cerca de 30 mil habitantes, a Câmara de Vereadores local aprovou o projeto por unanimidade.
O desconto é de 50% na conta de coleta de lixo para quem adotar nos canis da prefeitura. O incentivo fiscal começa a partir do dia seguinte da adoção e dura por três anos.
A arrecadação de impostos da prefeitura cai com a iniciativa. Mas a cidade economiza com a manutenção de canis. Por ano, a cidade de Mascalucia gasta o equivalente a 500 mil reais em abrigos para animais abandonados.

Solário, também na Sicília, foi a pioneira a dar bônus para adotantes de cachorros. Para evitar que alguém adira à campanha só para conseguir desconto, a prefeitura fiscaliza a casa e o bicho duas vezes por ano. Assim, garante que não houve abandono ou maus-tratos.
O incentivo fiscal também acontece em outras regiões italianas como Ligúria, Sardenha, Campânia, entre outras.
Em Fiumicino, na província de Roma, o incentivo fiscal vale desde 2014 e é ainda mais legal, pois também vale para quem quiser adotar gatos dos abrigos locais.
Nessas cidades, a proposta tem funcionado e é uma ótima forma de melhorar a vida dos animais de rua. As famílias ganham um companheiro, e o animal ganha qualidade de vida.

Bem que essa moda podia pegar no Brasil…

Próximo Post

Anterior Post



Top 50


iEXE




9dades
       Copyright 2000-2015 - 9dades