Como fazer massagem em cachorro por motivo de saúde

Massagem básica em cachorro sem motivo de saúde específico.

Você procura maneiras de mimar o seu cão ainda mais?
Em vez de levá-lo a um spa canino (o que pode ser muito caro), pense na ideia de fazer uma massagem em casa.
Assim como no caso de seres humanos, a massagem pode aliviar o estresse, melhorar a circulação sanguínea e diminuir dores musculares.
É possível ainda fortalecer o vínculo de amizade entre vocês dois com esse gesto.
Comece aos poucos, seja delicado e provavelmente o cachorro vai adorar esse cuidado extra.

Há também um artigo: Como fazer massagem em um cachorro

Amenize a ansiedade do cachorro.

Se ele costuma ficar ansioso durante certas situações, como ao barulho de fogos de artifício ou de um trovão, você pode experimentar fazer uma massagem calmante.
Comece passando a mão aberta na cabeça e pescoço do animal, fazendo movimentos leves e abertos até o final da cauda.
Continue fazendo esses movimentos amplos até perceber que ele começou a relaxar.
Termine a massagem deixando uma mão levemente repousada em cima da cabecinha dele e a outra mão nos quadris (perto do sacro).
Tais locais representam as áreas da medula espinhal que controlam as reações de descanso e relaxamento.
Pode ser uma boa ideia falar com o seu cão com uma voz tranquila e suave durante a massagem.

Aqueça-o para uma atividade física.

Se você tiver um cão ativo, é bom deixá-lo aquecido antes de fazer algum exercício intenso.
Comece acariciando o corpo inteiro dele por alguns minutos.
Depois, com as mãos ainda viradas para baixo, use a parte próxima ao pulso para esfregar energicamente os músculos grandes do cachorro (coxas, quadris, pescoço e ombros).
Não aplique muita pressão com as mãos.
O bichinho vai demonstrar caso você esteja se excedendo na força.
Depois de massagear vigorosamente os músculos, levante-os como se estivesse amassando uma massa de pão — pegue-os com cuidado e os esfregue entre o polegar e o indicador.
Para aquecer a musculatura das pernas, aperte suavemente os músculos da parte de baixo de cada perna e vá subindo.
Conclua a massagem da mesma maneira que começou: fazendo carinho no corpo inteiro do animal.

Alivie a rigidez e as dores articulares.

Os cães, assim como seres humanos, podem ficar com o corpo dolorido após uma atividade física vigorosa.
Uma massagem após os exercícios ajuda o animal a se recuperar com um pouco mais de rapidez.
Se você perceber que alguma das articulações em específico parece estar lesionada (por exemplo, a articulação dos quadris ou a dos ombros), comece a acariciar toda a região para aquecê-la.
Com movimentos constantes, pressione os músculos que envolvem as articulações para baixo com suavidade e, em seguida, retire a pressão.
A compressão melhora a circulação nos músculos e alivia um pouco da tensão dos tendões da região da articulação afetada.
Não pressione diretamente a articulação afetada.
Se você fizer isso por acidente, o cão vai demonstrar que foi tocado em um ponto dolorido.
Conclua a massagem acariciando a região novamente.

Ajude o cão a se sentir melhor caso ele tenha câncer.

É possível usar a massagem para ajudá-lo a se sentir um pouco melhor se o bichinho tiver câncer.
No caso de pessoas doentes, a massagem pode ajudar a diminuir a ansiedade, aliviar sintomas como dores e náuseas, além de abaixar a pressão.
Faz sentido pensar que cães com câncer também possam se beneficiar de uma massagem.
Converse com um veterinário antes de tomar essa medida.

Dicas
Conheça o básico da anatomia e fisiologia canina antes de massagear o cachorro.
O veterinário pode ajudá-lo com isso.
Massageie o cachorro por cerca de 10 minutos todos os dias.
Assim, é possível evitar a rigidez articular que pode originar uma artrite, além de melhorar a qualidade de vida do cão.
Massageie cada lado do corpo de uma vez, fazendo o cão se deitar do outro lado.
A massagem regular faz com que você aprenda qual é o estado normal do corpo do seu bicho de estimação, o que o torna capaz de detectar algum caroço ou inchaço anormal precocemente.
Se o cão estiver com alguma doença grave, mas ainda puder ficar melhor com uma massagem, entre em contato com um massagista profissional de cães.
Peça recomendações a um veterinário ou a um dono de cães.
Lembre-se de que a massagem não substitui os cuidados veterinários regulares.
O cachorro precisa ser examinado e tratado por um profissional se ele estiver com uma doença grave.
Via: Wikihow

Próximo Post

Anterior Post



Top 50


iEXE




9dades
       Copyright 2000-2015 - 9dades