Curiosidades sobre Jimi Hendrix

Jimi Hendrix o maior guitarrista de todos os tempos

Sempre em primeiro lugar em toda lista dos melhores guitarristas da história, James Marshall ‘Jimi’ Hendrix nasceu em Seattle.
Guitarrista, cantor e compositor, que morreu em 18 de setembro de 1970, deixou como legado uma nova linguagem para a guitarra, que ele levou por caminhos nunca percorridos por nenhum músico antes.

O pai de Jimi Hendrix, Al, foi convocado para lutar na 2.ª Guerra na mesma semana em que sua mãe, Lucille, descobriu que estava grávida.
Al não veria o filho até ele fazer 3 anos. Jimi Hendrix, que perdeu a mãe com cirrose quando tinha apenas 16 anos, enfrentou durante a infância e adolescência problemas familiares, além do divórcio dos pais, e cuidou do irmão Leon, seis anos mais novo do que ele.

O primeiro violão de Jimi Hendrix foi comprado por seu pai, Al, quando ele tinha 15 anos.
Um ano depois, ganhou também do pai sua primeira guitarra elétrica, uma Supro Ozark 1560S.
Jimi Hendrix trabalhou como guitarrista de estúdio e até o fim de 1965 já tinha tocado com nomes como Ike e Tina Turner, Sam Cooke, The Isley Brothers e Little Richard.

Jimi Hendrix chegou a tocar em vários shows de Little Richard, que não gostou nada de ver no palco o guitarrista com seus trajes exóticos, coloridos e nada discretos.
Richard achou que nada deveria desviar a atenção de uma estrela como ele e Jimi Hendrix, em nada disposto a mudar seus figurinos, saiu do grupo e formou o Jimmy James and the Blue Flames.

Jimi Hendrix só concordou em ir à Inglaterra, em 1966, se pudesse conhecer Eric Clapton, que, na época, tocava com o Cream.
Ele chegou ao aeroporto de Heathrow em 24 de setembro e, em 1.º de outubro, tocou com o Cream e Clapton uma versão arrasadora de ‘Killing Floor’.
Depois do show, Jimi Hendrix elogiou Clapton, beijou suas mãos e declarou: “Beijei o mais maravilhoso irmão de alma da Inglaterra”.
Foi o início de uma amizade que duraria até a morte de Jimi Hendrix.

Ao incendiar a sua guitarra na apresentação de ‘Wild Thing’, no Monterey Pop Festival, em 1967, Jimi Hendrix reafirmou seu lugar na história do rock.
Quem o anunciou no evento foi o então guitarrista dos Rolling Stones, Brian Jones.
Essa foi uma das quatro vezes em que o astro ateou fogo à guitarra.
Dizem que Jimi Hendrix fez isso para ficar diferente de Pete Townshend, do The Who, que também era adepto de quebrar instrumentos no palco.

As técnicas de guitarra mais conhecidas de Jimi Hendrix, como tocar com os dentes, de costas e sem encostar nas cordas, hipnotizavam as plateias e o confirmaram como o guitarrista mais influente da história.
Mas ele tinha uma outra técnica genial, perfeita por ele ser canhoto, a de tocar sua Fender Stratocaster de cabeça para baixo.

Em 1969, Jimi Hendrix e Miles Davis iniciaram uma amizade e planejavam gravar um álbum juntos.
Davis concordou com uma sessão de estúdio, mas a parceria não foi adiante porque o trompetista teria cobrado um valor considerado exorbitante pelo guitarrista, um adiantamento de US$ 50 mil.
Especialistas acreditam que Jimi Hendrix se tornou uma forte inspiração para Miles em sua renúncia às estruturas padrões do jazz, como pode ser comprovado em músicas como ‘Bitches Brew’ e ‘On The Corner’

No Festival de Woodstock, em 1969, Jimi Hendrix fez uma apresentação icônica de ‘Star Spangled Banner’ (hino nacional dos EUA) não para reafirmar o orgulho de seu país, mas para fazer uma dura crítica aos ataques americanos na Guerra do Vietnã (1955-1975).
Para Jimi Hendrix, não havia lugar nem modo melhor para mostrar seu repúdio ao conflito.

No dia da morte de Jimi Hendrix, Eric Clapton havia comprado uma Stratocaster para canhotos e ia dá-la a Jimi Hendrix.
Levou-a ao Lyceum, um teatro de Londres, mas Jimi Hendrix, que estava tocando com a banda de Eric Burdon, saiu antes de Clapton encontrá-lo.
Jimi Hendrix morreu horas depois. Clapton ficou arrasado e 15 anos depois confessou: “Quando Jimi Hendrix morreu, chorei o dia todo porque ele não me levou com ele”.

A morte de Jimi Hendrix, em 18 de setembro de 1970, é cercada de controvérsias e teorias da conspiração.
O herói da guitarra foi encontrado desacordado no quarto de um hotel onde estava com a namorada alemã Monika Dannemann, após ter tomado nove pílulas do sedativo Vesparax e se asfixiado no próprio vômito.
Ele também tinha consumido drogas e bebidas alcoólicas.
Segundo laudo, Jimi Hendrix já chegou morto ao hospital.

Próximo Post

Anterior Post



Top 50


iEXE




9dades
       Copyright 2000-2015 - 9dades