escritório em casa – home office

Pesquisa, feita pelo MindMetre Research a pedido do International Workplace Group (IWC) com 18.000 pessoas em 96 países, constatou que mais de dois terços dos executivos trabalham de forma remota ao menos uma vez por semana em todo o mundo.

Na medida em que os ambientes de trabalho ficam mais dinâmicos e há o avanço da tecnologia, as empresas têm que se flexibilizar e adotar essas novas políticas.
Boa parte das empresas já fazem uma previsão de adotar políticas flexíveis como padrão até 2020

No Brasil e no mundo, trabalhar no escritório durante o horário comercial ainda é a prática predominante, revela levantamento da consultoria de recursos humanos Randstad.
A empresa fez uma pesquisa online sobre flexibilização no trabalho com funcionários de diversas empresas em 33 países e constatou que sete em cada dez entrevistados brasileiros gostariam de trabalhar de casa ou de outro local, mas em seu emprego atual não encontram essa possibilidade.

No entanto, a tendência é que a flexibilização ganhe cada vez mais espaço principalmente depois da reforma trabalhista, que regulamentou o teletrabalho (home office ).
Na pesquisa, 45% dos entrevistados brasileiros afirmam que a maneira tradicional de trabalho está mudando para formas mais flexíveis.
A percepção no Brasil é parecida com a média global, de 44%.

País Porcentual de entrevistados que trabalha no escritório, em horário comercial, sem flexibilização Porcentual de entrevistados que afirmam que maneira de trabalho tradicional está mudando
Média global 68 44
Argentina 74 34
Áustria 62 30
Bélgica 59 42
Brasil 75 45
Canadá 68 40
China 81 66
Dinamarca 58 39
Estados Unidos 68 43
Índia 85 69
Itália 65 43
México 81 46
Noruega 55 34
Portugal 60 41
Suécia 51 42
Holanda 47 46
Reino Unido 65 50

Postado: 5 meses / Visualizado: 40

Combustível,
mês passado
gastou quanto?