Nova Ford Ranger chega ás lojas

A nova Ford Ranger junta o melhor de dois mundos ao conciliar a componente de lazer e aventura com as qualidades intrínsecas de veículo de trabalho.

A nova Ford Ranger ultrapassa em muito a imagem muitas vezes associada a veículo de trabalho.
Não fica devendo em nada a muitos utilitários-esportivos, sobretudo em termos de condução.

Para isso contribuem a precisão da nova direção eléctrica, as melhorias nas suspensões e o desempenho das motorizações, mais eficientes com a introdução do sistema “start&stop”.

Também na estética exterior a Ranger se beneficiou com as atualizações, que lhe conferem uma imagem moderna e imponente destacando-se na parte dianteira a nova grade trapezoidal.

Única “pick-up” com a classificação de cinco estrelas nos testes EuroNCAP, a nova Ranger vai estar disponível com três tipos de cabina – simples (dois lugares), alongada (dois ou quatro) e dupla (quatro).

Mecanicamente, recebe dois modernos motores turbodiesel, de 4 cilindros e 2.2 litros, com 160cv, e com 5 cilindros um 3.2 litros de 200cv de potência.

As novas suspensões evitam bem o balanceamento da carroçaria em estradas sinuosas e os motores mostraram estar à altura do que se espera para um veículo das dimensões e peso da Ford Ranger.

O interior prima pela elegância e conforto e vem bem equipada.
Não faltam sistemas eletrônicos de última geração e outros “mimos” como o “cruise control”, a ajuda à manutenção de faixa, o reconhecimento de sinais de trânsito e a câmara de visão traseira, entre outros.

O pacote de itens de série com sete airbags, direção com assistência elétrica, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, controle automático de descida, assistente de frenagem de emergência, controle anti-capotamento, controlador de velocidade, faróis de neblina, trio elétrico, rodas de liga leve de 17 polegadas, sistema Isofix.

Mas o principal ponto de atenção da marca foi com o consumo de combustível.
Para isso, a marca empregou mudanças nas relações de marcha do câmbio manual e também no conversor de torque da caixa automática de seis marchas.
Além disso, a Ford trocou a direção hidráulica pela elétrica e vestiu a picape com pneus de baixa resistência à rolagem.
De acordo com a Ford, as mudanças ajudaram a Ranger diesel a reduzir em até 15% o consumo de combustível e em 16% o volume de emissões.

Nova Ford Ranger-Ford Ranger-Ford Ranger 2016-Ranger-Nova Ranger-Ranger 2016-Preço Ranger-pick-up Ranger-consumo-tração-velocidade 4

Próximo Post

Anterior Post



Top 50


iEXE




9dades
       Copyright 2000-2015 - 9dades