Os melhores azeites de supermercado

Usualmente, o termo azeite refere-se ao produto alimentar, usado como tempero, produzido a partir da azeitona, fruto advindo das oliveiras (em outros contextos, pode também tratar-se de óleos produzidos a partir de outras plantas).
Trata-se de um alimento antigo, clássico da culinária contemporânea, regular na dieta mediterrânea e nos dias atuais presente em grande parte das cozinhas.

Além dos benefícios para a saúde o azeite adiciona à comida um sabor e aroma peculiares.

A região mediterrânea, atualmente, é responsável por 95% da produção mundial de azeite, favorecida pelas suas condições climáticas, propícias ao cultivo das oliveiras, com bastante sol e clima seco.

Existe uma ampla oferta de azeites nos supermercados e não é por acaso – o produto faz parte do dia a dia na cozinha e na mesa.
E, apesar de o Brasil já ter uma produção de azeite extravirgem de qualidade notável (porém ainda em pequena escala), os azeites mais consumidos pelos brasileiros (o 11º país entre os maiores consumidores de azeite) vêm da Europa, especialmente de Portugal, Espanha e Itália.

A avaliação confirmou a tese de que os azeites envasados pelo próprio produtor (caso de Deleyda e Herdade) saem-se melhor porque, com curto intervalo entre colheita e processamento, correm menos risco de serem adulterados.
Além disso, as empresas que só são envasadoras compram azeite de vários produtores e podem fazer blends, além de poderem envasar azeites já velhos (e quanto mais jovem o azeite, melhor).

A legislação brasileira não ajuda, já que não obriga a indicação da safra no rótulo – só a data de envase e validade.
Assim, o envasador indica que o produto foi engarrafado em agosto deste ano, por exemplo, mas não quer dizer que tenha sido colhido na última safra.
Na Europa, onde estão os maiores produtores de azeite do mundo (o primeiro é a Espanha), a safra de azeitonas vai de outubro a novembro; já no Brasil, a colheita é de março a abril.

10º – ANDORINHA
Aroma artificial que lembra essência, tem uma nota doce de coisa madura demais, passada. Parece blend de mais de um azeite ou produto velho. Ruim.
Origem: Portugal.
Bico: retrátil, não deixa vazar pela borda; fluxo de fraco a médio.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-10

9º – PORTUCALE
Nota aromática de fermentação, que é um defeito; pouca intensidade tanto de picância quanto de amargor resulta em um azeite “plano”, excessivamente suave.
Origem: Portugal.
Bico: retrátil, não deixa vazar pela borda; fluxo de fraco a médio.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-9

8º – BORGES
Nota metálica, defeito que pode ter sido originado em equipamentos; é apenas picante, sem conter amargor ou aromas e sabores de fruta.
Origem: Espanha.
Bico: não é retrátil, mas é duplo, com saídas para fluxo forte e fluxo fraco; não deixa vazar.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-8

7º – CARBONELL
Um azeite doce, parece fermentado, o que é um defeito de aroma; na boca, tem nota láctea e de ranço, desagradáveis; amargor alto.
Origem: Espanha.
Bico: retrátil, não deixa vazar pela borda; fluxo de fraco a médio.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-7

6º – GALLO
Não é ruim no nariz, com notas maduras agradáveis, que lembram tomate; mas na boca tem picância muito perceptível e alta adstringência, com residual amargo.
Origem: Portugal.
Bico: retrátil, não deixa vazar pela borda; fluxo médio.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-6

5º – YBARRA
Promete no nariz algo que não entrega à boca; notas leves de ranço, um defeito; é um azeite “plano”, sem personalidade.
Origem: Espanha.
Bico: retrátil, não deixa vazar pela borda; fluxo médio.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-5

4º – OLITALIA
Toque de amargor e picância, é um azeite arredondado; tem aroma adocicado, mas não chega a ser desagradável ou enjoativo.
Origem: Itália.
Bico: retrátil, não deixa vazar pela borda; fluxo forte.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-4

3º – DE CECCO
Notas herbáceas aparecem no nariz, parece fresco, não tem aromas de defeito; na boca, a picância mais alta do que o amargor faz dele um azeite interessante.
Origem: Itália.
Bico: não é retrátil, mas não deixa vazar pela borda; fluxo forte.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-3

2º – HERDADE DO ESPORÃO
Bem equilibrado, de picância leve, tem notas herbáceas (lembra grama recém-cortada no nariz), remete a alcachofra; sabor persistente.
Origem: Portugal.
Bico: não é retrátil, mas não deixa vazar pela borda; fluxo médio.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-2

1º – DELEYDA
Campestre, tem o herbáceo bem marcado, notas de azeite fresco; na boca, lembra tomate, tem sabor; bom equilíbrio entre picância e amargor; um azeite com personalidade.
Origem: Chile.
Bico: não é retrátil, mas não deixa vazar pela borda; fluxo médio.
supermercado-melhores-azeites-azeites-azeite-extravirgem-azeite-virgem-safra-azeitonas-andorinha-portucale-borges-carbonell-gallo-ybarra-olitalia-deleyda-herdade-do-esporao-de-cecco-1
Via: Estadao

Próximo Post

Anterior Post



Top 50


iEXE




9dades
       Copyright 2000-2015 - 9dades